sexta-feira, 18 de março de 2011

MISTERIOSA SABEDORIA

Meus fiéis leitores, eu entendi que já era hora de retornar ao estudo dos eventos espirituais, após duas postagens sobre as tragédias que estão ocorrendo no plano físico. Todos nós sabemos que estas decorrem do desconhecimento ou da lamentável negligência da criatura humana com os princípios divinos, que regem a espiritualidade no plano físico. Por isso mesmo, é conveniente voltarmos ao estudo do mundo das causas, para tentar entender melhor o que se passa neste mundo dos efeitos.

A humanidade somente tem consciência da existência de vida após o nascimento num corpo físico, pouco ou quase nada sabendo da vida pré-natal, que antecede a sua chegada a este mundo. Quando pensa que sabe, acaba comprovando que pouco ou nada sabe dos preparativos que antecedem a encarnação de uma alma num corpo físico.

Apóio-me em relatos feitos por Mestres a alguns humildes seguidores, que por seus dons de clarividência são capazes de vê-los e ouvi-los. Dentre esses clarividentes, destacou-se no seu tempo, o teosofista Leadbeater, que nos legou escritos valiosos e esclarecedores sobre a permanência desses Seres entre nós.

No seu livro repleto de magia e encantamento, intitulado Os Mestres e a Senda, o conceituado estudioso da alma humana C. W. Leadbeater deixou para a humanidade um pouco da história desses Seres iluminados, depois que atingem o mais alto grau de evolução no plano físico.

Ao alcançar esse alto padrão de evolução, eles podem escolher transportar-se para Planos Superiores, e assumir novas tarefas que venham a beneficiar a Obra Divina num sentido cósmico, ou permanecer na Terra, auxiliando diretamente a evolução da humanidade terrestre.

Esses Mestres, em determinadas tarefas, para a perfeita realização dos seus propósitos humanitários, precisam de corpos físicos absolutamente sadios, que possam suportar o alto padrão vibratório de suas energias espirituais. Muitos poderiam questionar a necessidade de corpos físicos, se eles poderiam agir sem ser percebidos, somente com seus corpos sutis. Mas, alguns deles, nem todos é verdade, consideram mais conveniente atuar através de corpos físicos.

Nesse momento, surge uma natural dificuldade – a preparação de um corpo físico perfeito demanda tempo, mesmo se tratando da alma de um Ser que já atingiu a condição de Mestre. Ninguém pode mudar as Leis do Universo, nem mesmo os Seres mais evoluídos. Um corpo físico, para atender os mais elevados requisitos que o habilitem a abrigar a alma de um Mestre, necessita de tempo e energia, como ocorreu com diversos Mestres da história da humanidade.

O ingênuo leitor pode estar pensando, com aquela natural desconfiança humana, que se ele fosse um Mestre de verdade faria aparecer um corpo, e entraria nele. Demonstras bem, meu caro amigo, que desconheces a Lei e a Ordem das Hierarquias Sagradas. Nem mesmo uma simples vírgula poderá ser mudada, e menos ainda desrespeitada, no processo de evolução cósmica, segundo as Leis da Criação Divina.

Evites levar adiante os teus questionamentos, aguerrido leitor, pois desconheces, senão toda quase toda realidade divina que se impõe no processo de expansão do Universo. Nessas horas, o melhor é calar e ouvir os Mestres.

Quando a alma de um homem comum assume o seu novo corpo infantil, ele o encontrará sob cuidados de um elemental artificial, gerado a partir do karma de outras vidas. Cabe ao elemental modelar a forma com que o corpo físico irá nascer, prosseguindo o processo de modelagem até que o corpo complete seis ou sete anos.

Durante esse período inicial, a alma vai estabelecendo, aos poucos, um contato mais íntimo, com os seus novos veículos físico, emocional e mental. A realidade é que, ninguém se dá conta que a relação da alma com esses veículos, durante os primeiros anos de vida, é muito pequena, até que se dê a retirada definitiva do elemental.

Embora a alma esteja perfeitamente integrada ao corpinho físico da criança, ela geralmente prefere esperar que o corpo amadureça e seja mais receptivo aos seus esforços. É claro que existem as diferenças, de acordo com o nível de consciência espiritual de cada alma encarnada!

Esse processo é o que é seguido no nascimento de seres comuns, mas com os Mestres é diferente. Como não há nenhum mau karma a ser esgotado, não se verifica a presença do elemental artificial. A própria alma se encarrega do desenvolvimento do corpo desde o começo. Sem dúvida, com isso constrói-se um corpo bem mais requintado e sensível, mas também provoca um dispêndio de energia e tempo, prejudicial à missão do Mestre.

Esta é uma das razões para que os Mestres procurem fazer com que seus corpos físicos durem o maior tempo possível. Eles não desejam repetir esse processo além do necessário, para não ter que repetir todo o processo, com o desperdício do tempo de infância e meninice, que podem retardar a sua missão no mundo.

Os corpos das criaturas comuns envelhecem e morrem, em função de fraquezas hereditárias, doenças, acidentes, abusos, preocupações, excesso de trabalho, má alimentação e outros motivos conhecidos de todos nós. No caso dos Mestres, nada disso ocorre, seus corpos possuem resistência acima do comum, e podem usá-los por muito tempo, mantendo uma aparência jovem e saudável.

Os Mestres que reencarnaram dentro desse processo convencional costumam viver por mais de um século, às vezes, por dois ou mais, como parece ocorrer com Mestre Morya, Mestre Kuthumi e outros que habitam uma região esplendorosa num desfiladeiro no Tibete.

Os Mestres para preservarem seus veículos físicos vivem em retiros isolados, e raramente aparecem no mundo caótico das grandes cidades. O fato de possuírem corpos sensibilíssimos e que requerem cuidados especiais obriga-os a evitar todas as formas destrutivas do viver a vida do homem comum.

No entanto, existem Mestres que, por sua missão, não podem isolar-se do caótico mundo dos homens, o que os obriga a usar temporariamente o corpo de um discípulo, ao invés de desenvolver e preservar o próprio corpo.

Agora mesmo é que piraste, não foi atento leitor? O Mestre utiliza o corpo físico de um discípulo, toda vez que precisa agir no mundo físico. Que loucura, hein!

Esta engenhosa artimanha dos Mestres faz com que economizem o tempo de esperar o pleno desenvolvimento do corpo, e ainda contribui de maneira incalculável para a evolução do discípulo. O uso do corpo do discípulo somente ocorre quando o Mestre precisa aparecer em público e interagir com a sociedade. Realizado o propósito, o corpo é devolvido ao dono, e o Mestre reassume o seu corpo de energias, e prossegue o seu trabalho ocultamente.

Quantos discípulos não hão de se sentir tocados por essa apropriação física passageira, porém esplendorosa para a evolução de suas almas! Os Mestres têm poderes para assumir os corpos de seus discípulos, e o fazem sempre que as oportunidades são favoráveis a passar ensinamentos que só o Mestre seria capaz de fazê-lo.

Muitos Mestres falam pelos lábios dos seus discípulos, não sempre, mas de vez em quando. Isto talvez explique o brilhantismo do discurso de uma criatura, num determinado momento, e o silêncio ou a ignorância sobre aquele mesmo assunto, numa outra ocasião.

Saint Germain é um Mestre que utilizou os dois métodos - o próprio corpo físico, de uma longevidade estranha para seus contemporâneos nos séculos XVIII e XIX, e os corpos físicos dos seus discípulos, a partir do século XX e até os dias de hoje.

Os Mestres Pitágoras, Jesus, Sidarta e Lao-Tzé, dentre outros, pelas características de suas missões, tiveram de utilizar seus próprios corpos físicos, durante as suas missões no mundo. Depois de cumpridas suas missões no plano físico, todos passaram a usar os corpos físicos dos seus discípulos para deixar suas mensagens para o mundo, o que fazem até os dias de hoje. Mas, todos eles foram também inspirados por Mestres Sagrados, durante suas missões na Terra.

É bom que se entenda que essa ocupação, pelo Mestre, do corpo de um discípulo é temporária, e somente é usada quando o Mestre percebe que a mensagem a ser passada, deverá partir de uma criatura comum, igual a todas as outras.

A pergunta final que muitos ainda insistem em fazer, e não só aquele leitor mais ranzinza que acha que eu esteja inventando tudo isso, há de ser – por que o Mestre que pode realizar qualquer trabalho nos planos superiores, precisa de um corpo físico?

Os Mestres, na sua infinita sabedoria, pressentem que a crença dos homens é mais fácil de ser alcançada, diante de um testemunho físico para justificar um fenômeno espiritual. Com o Mestre atuando, simultaneamente, nos dois planos, tudo leva a crer que se atinja com maior facilidade esse intento. Os Mestres não perderiam, nem tempo, nem energia, se suas presenças ativas no plano físico, em determinadas ocasiões, não fossem estritamente indispensáveis.

E, nesses momentos, surge o valor dos discípulos, em suas condições de aspirantes e postulantes da Iniciação Espiritual, ao se apresentarem como canais mais puros e mais adequados a transmitir as energias do Mestre.

Agora, meu atento leitor, responde-me com consciência e sinceridade: como andam os teus canais de ligação com os planos superiores? Ah, e uma pergunta final: tens servido de veículo para o teu Mestre?

Se não sabes responder a essas perguntas, acho bom começar a pensar no assunto. Não estamos no mundo a brincar, nem por lazer. Quem não for digno de receber a visita do seu Mestre no seu templo físico, também não será digno de pisar o solo sagrado do Templo do Mestre.

Não durmas, sem antes refletir sobre estas simples questões. Nos sonhos, podem surgir as mensagens que o teu Mestre tem tentado passar ao mundo através de ti. E ao acordar, ocupa-te em purificar o teu veículo físico, e disponibiliza-o ao Mestre, para que possas servir de canal e ajudar tua alma a acelerar o seu processo de evolução.

14 comentários:

  1. obrigada por nos fazer parar e meditar! Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  2. Se eu consegui sensibilizá-la, Sandra, com toda a sua experiência para lidar com pessoas e com grupos, tenho esperança de poder fazer o mesmo com quem não está acostumada a pensar ou refletir sobre este assunto.
    É por isso que eu pesquiso tanto, antes de postar um texto. Eu quero fugir do lugar comum, poder ir no fundo da alma de quem lê, levar os leitores a meditar.
    Que falta faz a filosofia nos colégios! O jovem tem desaprendido de refletir e de expressar as suas próprias opiniões.
    Grato por suas palavras, Sandra.
    Um abraço carinhoso.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  3. Isso é o que eu quero, Mestre, viver mais de um século! Mas mas, apenas costumo afirmar que vou viver até aos 100 anos (já seria uma grande vitoria). Por isso cuido da minha alimentação e não cedo à medicina quimica.

    Quanto a servir de veiculo ao meu Mestre...rsss...acho que teve "sua mão" na Blogagem Colectiva Fases da Vida. Não sei como, estive bem mais acima das minhas capacidades. Eu ali no meio da multidão virtual, de toda aquela energia colectiva e tu aí mexendo os cordelinhos, né? :)

    Vai haver "ocupação temporária" novamente no dia 15 ABR? (ééééé só para me ir preparando).

    Aquele abraço, meu pai espiritual.
    Rute

    ResponderExcluir
  4. Eu estou fora disso, minha aprendiz Rute. Não me comprometa!
    O texto fala dos Mestre Espirituais, e eu sou um mestrinho a serviço dos Grandes Mestres.
    Não tenho direito a ocupações temporárias, mas tenho a sensação de estar sendo ocupado o tempo todo, ou quase todo.
    Cada um tem de caminhar sozinho, e nós humanos não podemos ocupar os corpos alheios, ainda que possamos influir nas mentes dos aprendizes.
    Influir por passar conhecimentos, jamais por interferir em suas decisões.
    Mas, que eu estou sempre ligado com todos, ah, isso eu estou! Por isso, me alegro com as suas alegrias, e me entristeço com suas tristezas.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  5. Susana Moreira (Portugal)13 de abril de 2011 09:28

    Olá!
    Sou uma jovem portuguesa à procura de respostas...
    Tenho a ânsia de saber o porquê de tudo, e sou consciente quanto ao mal que isso me pode fazer...
    Posso lhe pedir orientação?
    Já agora, parabéns pelo seu trabalho! Sem dúvida, a melhor escrita que já vi!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Susana!
    A Rute que fez um comentário antes do seu, também é portuguesa, e uma das mais aplicadas aprendizes que tenho no meu curso.
    Fique à vontade para perguntar. Se preferir, escreva para o meu email:gilbertodacunhagoncalves@gmail.com

    Não estranhe se eu demorar um pouco para dar-lhe algumas respostas, estou com muito trabalho: mapas, cursos - blogs e emails.

    Agradeço suas gentis palavras de elogio ao meu trabalho. Espero poder ajudá-la a encontrar suas respostas.

    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  7. Olá Mestre , Mestre se minha alma é 11/9 isso significa que sou necessariamente um mestre , que reencarnou aqui aos fins de ajudar a humanidade com seus conhecimentos !? , meu corpo passou por essa "modelação" de mestre e ainda passa hoje !? , a minha alma interfere na minha vida constantemente mesmo seu eu saber , gostei da postagem , mas ainda estou na posição de aprendiz não de mestre , ainda a evolução , estou procurando hoje me concentar em ficar em uma frequência alta e positiva , só tenho que aprender a agir hoje e não amanhã(minha consciência sempre fala isso pra mim).

    Abraços..
    JF

    ResponderExcluir
  8. Em primeiro lugar, a sua forma de representar não está correta, Fabrício. Passe a corrigi-la.
    A forma certa é 11+9>>>2, em que se lê que o mestre dedicou-se a muitos e desperdiçou a sua oportunidade de passar conhecimentos a quem deveria recebê-los, e com isso se intimidou e se fez inseguro e confuso. E é neste estágio que se encontra agora, enquanto a Personalidade não amadurece.

    Com o tempo a sua mente irá processar tudo com maior clareza. Paciência!

    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  9. Servir de veinculo para o meu mestre , queria muito conhecer meu mestre espiritual o mestre do meio raio , mas pouco sei , mas as espereanças um dia virão, assim como as informações e verdade um dia virão..

    abraços
    jf

    ResponderExcluir
  10. Parece que ainda não entendeu, Fabrício, que não é vc que se aproximará do Mestre, mas Ele que se chegará a vc, quando Ele achar que vc esteja bem preparado.
    A ansiedade é uma energia muito incômoda para os Seres mais evoluídos, e impedem que Eles cheguem junto de quem é muito ansioso.
    Portanto, controle-se.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  11. mestre mais como vai ser este contato entre mestre e discipulo , vai ser no plano astral , no plano mental.

    Abraços..
    JF

    ResponderExcluir
  12. Vou repetir, Fabrício.
    Quem decide é o Mestre. não sou eu, nem vc, mas o Mestre. E somente na hora que Ele entender que o discípulo está preparado.
    A ansiedade, como já disse, afasta os Mestres.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  13. Oi mestre , respondendo a sua ultima pergunta : ainda não, ainda não estou preparado para isto mas continuo estudando e meditando para que isto ocorrar, e a penultima respondedo: ainda não sei como me contactar com planos superiores acho que é através da meditação , não sei , mas tudo tem uma hora.

    Abraços..
    JF

    ResponderExcluir
  14. Tudo tem a sua hora, Fabrício.
    É importante estar preparado para quando essa hora chegar.
    Ninguém sabe quando será a hora, por isso esteja sempre vigilante.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir