quinta-feira, 30 de março de 2017

DESVELANDO SEGREDOS DA DOUTRINA SECRETA




Meus caros leitores e leitoras:

Se, como creem os estudiosos do ocultismo, os mistérios de natureza divina e humana estão contidos na obra complexa e esotérica da Doutrina Secreta, não seria menos verdade, considerar que essas revelações são de difícil interpretação e, para os leigos, costumam mais confundir do que esclarecer.

A leitura da obra completa de Helena Blavatsky deve ser feita, assim como se recomenda aos leitores da Bíblia, fora da ordem cronológica com que surge nas páginas desses livros. Eu recomendaria aos noviços do ocultismo, que começassem com o Volume V, da Doutrina Secreta, que trata de Ciência, Religião e Filosofia.

E fisgando, na Seção X desse Volume, algumas alusões aos números e a Pitágoras, pesquei certos conceitos, e os trouxe para que os leitores percebam que há afirmações antigas e semelhantes, em todas as religiões, que, apenas pela vaidade humana, se conflitam e geram polêmicas e cisões.

Começo com uma afirmação preciosa para todos nós numerólogos, que diz que todos os seres têm o seu número particular, que distingue cada um deles, e que é a fonte de seus atributos, qualidades e destinos. Segundo Cornélio Agripa, um influente escritor alemão esoterista da Renascença, nascido em 1486, o acaso não é senão um termo desconhecido da progressão, e o tempo não passa de uma sucessão de números.

Pitágoras afirmava que, entre os deuses e os números há uma relação misteriosa, em que a alma é um mundo dotado de movimento próprio. Em seus estudos matemáticos e geométricos, Pitágoras fazia a relação perfeita entre os números, as criaturas e os acontecimentos, não só no esquema planetário, mas em todo o Cosmos.

Em geometria, não se pode obter uma figura absolutamente perfeita com somente uma ou duas linhas retas, porém, três linhas retas em conjunção produzem um triângulo, considerada a figura absolutamente perfeita. Daí porque, o triângulo sempre simbolizou o Eterno – a primeira perfeição.

O hexágono, formado por dois triângulos que se entrecortam, era considerado por Pitágoras como o símbolo da criação. Os egípcios o viam como a união do fogo e da água, ou da própria geração. Os essênios o reconheciam como o símbolo de Salomão. Os judeus, como o escudo de David.

Os signos são de fundamental importância, em todas as religiões, que os consagram em seus ritos sagrados. A consagração dos signos se reveste de um ritual mágico, que lhes concede um poder divino, a ser exaltado e incorporado à vida dos seguidores de cada religião.

No início da existência da raça humana, só havia uma Ciência: a Ciência Divina. O surgimento das diversas religiões provocou o conflito da fé, a confrontação entre os seus seguidores, cada qual atribuindo valores e poderes maiores e absolutos aos seus signos e dogmas.

A união do Estado com a Religião acirrou os ânimos entre os divergentes, resultando em perseguições e guerras, que perduram até os dias de hoje. A religião oficial de cada país, sempre e em todos os tempos, se desembaraçou facilmente dos credos rivais, fazendo crer que eram perigosas heresias.

Os antigos feiticeiros e seus descendentes manifestam ódio a todos que não seguem seus ritos e crenças, considerando-os adversários, e perseguindo-os, em alguns casos com atos cruéis e violentos. Nos tempos de hoje, tais atitudes, em nada se diferenciam, do que ocorre em países fundamentalistas ou, até mesmo, naqueles em que as crenças são livres, mas o ódio sempre está presente.


Muitos, em sua ignorância, alimentada pelos seus líderes religiosos, empregam conceitos e palavras que não retratam a realidade, julgando-se, deste modo, mais dignos do amor de Deus ou da salvação de suas almas. Agindo assim, alimentam crendices e fazem julgamentos completamente absurdos, condenando os que pensam diferente, acusando-os de bruxos, feiticeiros e seres malignos, sem ter o conhecimento exato do que seja a Magia Branca e a Magia Negra.

Para o teósofo, não existem milagres, nem divinos e nem satânicos. Para ele, não existem Santos, Feiticeiros, Profetas ou Adivinhos, mas, somente, Adeptos, que são os homens capazes, de produzir fatos de caráter fenomenal, e que devem ser julgados segundo os seus atos e palavras. A distinção a ser feita se relaciona aos resultados obtidos, se foram benéficos ou prejudiciais às pessoas sobre quem o Adepto exerceu os seus poderes.

O estudioso do ocultismo não deve pertencer a nenhum credo ou seita, mas, deve manifestar o maior respeito por todas as crenças e religiões, se aspira tornar-se um Adepto da Boa Lei. Cada um deve ter suas próprias convicções e opiniões, sem se deixar envolver por pressões e intimidações.

Como espero ter demonstrado, neste primeiro estudo direcionado à obra doutrina Secreta, os conceitos emitidos por Blavatsky não são complexos e nem de difícil compreensão, desde que sejam lidos com a mente aberta e destituídos de preconceitos.

Continuarei preparando novas análises e avaliações sobre os escritos de Blavatsky, com a intenção de desmitificar a dita complexidade dos ensinamentos da Doutrina Secreta. Sem dúvida, esta dificuldade com que se depara o leitor deve-se mais à linguagem recebida dos escritos orientais, em que Blavatsky foi buscar as explicações transmitidas em sua obra.

Com a familiarização dos termos e dos costumes religiosos orientais, a leitura se torna menos densa e o entendimento bem mais fácil. No entanto, a interpretação preconceituosa das afirmações pode ser um fator dificultador do entendimento e da aceitação dos ensinamentos passados, especialmente quando se conflitam com as questões da fé religiosa de cada leitor.

A minha palavra final é que não há razão para alimentar preconceitos, a verdade é una, e por qualquer dos caminhos escolhidos, desde que honesta e sinceramente, todos chegarão à Divindade. Creiam no que lhes pareça verdadeiro, mas respeitem as crenças alheias, pois este é o caminho da Iluminação. Assim falou Zaratustra, Pitágoras, Gautama, Maomé, Jesus e todos os Grandes Mestres Iniciados, através da História.


segunda-feira, 20 de março de 2017

LIVRO NUMEROLOGIA DA ALMA - CONHECE-TE A TI MESMO

Amigos moradores de São Lourenço e Região:

A Livraria Avalon já possui o livro de Numerologia da Alma, disponível para venda. 
Aqueles amigos e interessados na aquisição do livro que, enfrentaram alguma dificuldade para adquiri-lo através do site da Editora, podem fazê-lo, agora, diretamente na loja, pelo mesmo preço que está sendo vendido pelo site www.leveconsciencia.com.br

Recomendo aos que estão com mais pressa que adquiram logo o seu exemplar, pois estamos fornecendo as obras, em quantidades limitadas, até regularizarmos definitivamente o processo de reestruturação e planejamento da comercialização do livro.

Na dúvida, liguem para a Avalon, e façam suas reservas. Telefone 3331-1765
 

terça-feira, 7 de março de 2017

TEM ALGO ESTRANHO NO AR

Queridos leitores:
Acalmem-se, se sentirem reações estranhas, em tudo semelhantes a doenças ou fraquezas.
Não há o que temer, é só parte de um processo de aceleração do padrão vibratório, que ocorre em todo o Universo.
O nosso planeta é parte desse Universo, e nós fazemos parte do planeta.
O mundo, definitivamente, acelerou, e os nossos corpos físicos sofrem os efeitos.
É preciso que assim seja, para que o astral possa se manifestar e permitir que dons sagrados se imponham em nossas vidas.
A fase infantil da humanidade está chegando ao fim, teremos de amadurecer, deixar de sermos crianças, e nos tornarmos adultos espiritualmente.
É claro que, no primeiro momento, dá medo! Sentir dores, pressões físicas e mentais, não deixa ninguém confortável e tranquilo. Mas, este é o preço da evolução.
Quem não souber lidar com o processo transformador, ficará pelo meio do caminho, para ser conduzido pelos agentes coletores para mundos de mais baixa vibração, mundos inferiores.
Nessas horas, o autoconhecimento é fundamental, para que saibamos quem somos e para onde vamos. 
Eu ouço e acato os poderes sagrados dos números. Deus é o número que vibra com tamanha intensidade que não podemos ter noção do que seja o poder da Divindade. O Universo é uma equação complexa formada por números sagrados e agrupados numa ordem divina, que só o Criador seria capaz de juntar e dar ordem a todos os mundos.
A falsa crença não salva. A bondade fingida e enganosa não consola. Bater no peito e dizer-se mensageiro de Deus não dá poder a ninguém. 
A verdadeira mensagem chega no silêncio da mente do discípulo, que ouve a voz do Mestre,  e confia nos ensinamentos por Ele transmitidos, em nome de Deus.
O egoísmo condena, o preconceito compromete e a ganância empobrece.
A caridade e o amor humanitário são os passaportes para o futuro.
Quem pensar no próximo, antes e acima de tudo, sentirá a paz de quem recebe a proteção e a segurança dos deuses. Podem chamar do que quiserem, anjos, guardiões ou deuses, eles serão os nossos eternos auxiliares invisíveis. É só orar, que eles atendem. Eles estão no ar!
Confiem e esperem, e enquanto esperam, trabalhem. 
 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

LIVRO NUMEROLOGIA DA ALMA - CONHECE-TE A TI MESMO

NUMEROLOGIA DA ALMA  
O livro voltou a ser comercializado!
Aproveitem para fazer seus pedidos.

O método de compra foi facilitado, para oferecer maior segurança e bem mais facilidade.
Acessem o site leveconsciencia.com.br, cliquem em Numerologia e, a seguir, em Livros, e façam o pedido.










 



 









NUMEROLOGIA DA ALMA – Conhece-te a Ti mesmo  
Este livro ajuda a desvendar os mistérios da natureza humana, através da ciência dos números.
Trata-se de um livro didático com 255 páginas, que ensina a calcular e analisar o seu mapa numerológico, pelo sistema pitagórico.
Uma fonte inesgotável de autoconhecimento.  

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

MENSAGEM DE NATAL

Queridos amigos e amigas: 

Desejo-lhes um Natal com muita alegria e saúde. Que os presentes mais caros sejam os que retratem os sentimentos que conduzimos no coração e o amor que foi sendo adquirido ao longo do ano, para ser dado agora a quem os merece e até a quem nem os mereça tanto assim.

Este ano 9 ensinou muito a quem pouco sabia e ainda mais a quem já tinha conhecimentos sobre as energias dos anos. Quem esperava um ano de paz e harmonia, se surpreendeu, diante de tantos conflitos.

Os estudiosos da Numerologia Sagrada não se surpreenderam, pois sabem que, se, diante de uma energia 9, privilegiar-se os interesses pessoais, a mentira, o egoísmo e a traição, as perdas a serem contabilizadas serão incalculáveis. E, sem dúvida, foi o que aconteceu em nosso país, em que, no lugar da caridade e do altruísmo recomendáveis pelo número 9, prevaleceram a luta por conquistas pessoais e as ambições desmedidas.

Aqueles que se dedicaram a levar adiante os seus mais nobres ideais de amor, justiça e trabalho, estão podendo usufruir de um final de ano, de sucessos e progressos. Os que destilaram ódio e preconceitos estão colhendo o que plantaram, frustrações, desenganos e perdas.

Quem está com sua árvore de Natal repleta de presentes mereceu as graças de ser presenteado. Quem se lastima das dificuldades e dos sofrimentos, ao final do ano, que aprenda de uma vez por todas, que o ano oferece o padrão, cabendo a nós a harmonização com a vibração ofertada pelo padrão do ano.

Ano 9 é amor incondicional, sem preconceitos ou restrições. Quem agiu assim, recebeu o justo retorno. Ano 9 é amor caridoso, com justiça humanitária e sacrifício pelos que sofrem e necessitam de compreensão e ajuda. Quem estendeu a mão ao próximo, prestou auxílio e se doou pelo bem-estar alheio, agora há de contabilizar o justo salário.

Quem destilou ódio, nas redes sociais, não deve se enganar, pois o ódio, antes de ser expelido, é fabricado dentro do organismo humano. Egoísmo gera solidão, raiva provoca doença no fígado e ganância pelo poder abre caminhos para um câncer. Se colheu doenças e perdas, não culpem o ano 9, e sim as suas incompatibilidades com a nobreza do padrão vibratório deste ano que se caracteriza pela bondade e doação. 
 
Desejo, aos amigos e amigas, um início de um novo ciclo com muitos projetos em mente, e de preferência que venham a privilegiar a coletividade, sem tanta inveja, egoísmo e ambição. Que saibamos dar os primeiros passos no ciclo, projetando grandes obras de conteúdo espiritual, para que a nação brasileira se recupere dessa grave epidemia a que foi acometida, por um vírus cultivado fora de nossas fronteiras.

Boas Festas Natalinas, para os que souberam atrair para si, durante 2016, o melhor da energia 9 e a paz interior de quem celebra a missão cumprida! Feliz 2017, um Ano 1, que prenuncia novas conquistas para os que peregrinam, em busca do amor e da justiça!

São os votos de um numerólogo que acredita na infalibilidade das energias dos números e que tem plena convicção da limitação humana para acessar os conhecimentos do seu Mestre Espiritual.

Agora, é tempo de pedir perdão e assumir novas posturas, em que prevaleçam o respeito às opiniões alheias e a certeza de que há uma Lei Maior que se impõe acima da lei dos homens.

Abraços.
Gilberto.


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O SEXTO PRINCÍPIO HERMÉTICO



Os Princípios Herméticos derivam da filosofia cabalística, ensinada pela Cabala, que, na linguagem secreta, significa tradição ou preceito manifestado por um ser superior. Esses Princípios são sete e, diz-se que, quem os conhece possui a Chave Mágica que abre todas as Portas do Templo.

Percebe-se que, de um modo geral, a humanidade desconhece o poder desses ensinamentos, uma vez que são cometidos, diariamente, deslizes imperdoáveis que condenam os seres humanos às agruras do castigo kármico.

Observem o que está acontecendo na política, em nosso país, em que um grupo tomou o poder através de um golpe de estado, e que os efeitos de suas ações estão ocorrendo num curto espaço de tempo.

O sexto Princípio Hermético diz o seguinte: “Toda a Causa tem seu Efeito, todo o Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; o Acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida; há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à Lei”.

A Cabala explica que “Tudo acontece de acordo com a Lei, nada acontece sem razão, não há coisa que seja casual”. Com isto, numa interpretação bem objetiva, afirma-nos esta milenar filosofia esotérica que, se algo está acontecendo conosco ou já aconteceu, há uma causa que justifica esta ocorrência.

A ambição desmedida que impera na política mundial, na qual o Brasil está inserido, vem revelando casos de corrupção e desmandos políticos que só surpreendem os mais ingênuos, mas que somente os que leem a linguagem secreta são capazes de explicar e justificar.

A toda Causa corresponde um Efeito, diz o Caibalion, repete a Ciência e revela a Religião. A 3ª Lei de Newton afirma, de modo bem objetivo que “a toda ação corresponde uma reação”. Jesus pregou que “com o mesmo juízo que julgardes sereis julgados, com o mesmo rigor com que condenardes sereis condenados”.

Alguma dúvida? Para um bom entendedor meia palavra basta! Mas, na política o bom entendedor é peça rara. O único entendimento que costuma prevalecer é o da lei do toma lá dá cá. E o efeito mais natural é que se o toma lá gerou um efeito danoso para alguém, haverá um dá cá que resultará num efeito semelhante.

Vamos dar exemplos práticos, abordando a questão política. Sem avaliar os méritos, mas apenas analisando os fatos. O maior líder na ação do impeachment foi o deputado Eduardo Cunha, que hoje está sem o mandato de deputado e preso. Outro que liderou o processo foi o senador Renan Calheiros, que, ontem, perdeu a função de presidente do Senado, e está respondendo a processo.

Se aplicarmos estes exemplos às nossas conjecturas, logo, vamos testemunhar uma sucessão de perdas semelhantes a desses dois políticos. Tudo nos conduz à perda da função de Michel Temer, e à prisão de diversos deputados e senadores, envolvidos diretamente no mesmo processo. Esta é a visão lógica, com base nas leis que regem a vida na Terra.

Quem vai se surpreender? Só os mais ingênuos ou os menos realistas, que ainda confiam na impunidade eterna, como se tal fosse possível. Como afirmou Lincoln, pode-se até enganar a muitos por muito tempo, mas, jamais, a todos por todo o tempo.

A Lei do Karma é inexorável, quando afirma que a toda a Causa corresponde um Efeito. Se a ação for construtiva a reação também o será, e se for destrutiva, a destruição ocorrerá. Quanto ao certo e ao errado, não nos cabe julgar, o resultado da aplicação da Lei dará o veredito final.




quinta-feira, 24 de novembro de 2016

2016 - UM ANO 9 SUFOCADO POR TRAIÇÃO, CORRUPÇÃO E TERROR



Quem poderia imaginar que, um ano promissor para o resgate da paz mundial pudesse acabar do modo como chega ao fim. Uma onda de fascismo toma conta do mundo, o direitismo agride com rara virulência as conquistas sociais e as elites celebram a vitória das ações individuais sobre os movimentos universais.

Os prognósticos para este ano 9 apontavam grandes feitos no âmbito político, com o fortalecimento dos governos que trabalham pela paz e pela evolução da qualidade de vida de seus povos. A energia 9 é, essencialmente, caridosa e humanitária, e foi com esse padrão que o ano teve início.

Acontece que as energias predominantes no mundo são um somatório permanente de energias boas e más, que se confrontam e se alternam no controle das ações prevalecentes em todos os cantos do planeta.

Existem anos em que as energias tendem para confrontações, e as guerras só são evitadas pelas iniciativas de líderes pacifistas, que negociam a paz e convencem os opositores a celebrar uniões. Outros anos tendem a harmonizar as energias em confronto, nos anos anteriores, dando-se o fim de guerras e o início de épocas de paz e prosperidade.

Anos de energia 1 podem ser incluídos no primeiro exemplo, e os de energia 2, no segundo. No entanto, jamais um ano de energia 9 poderia ser tão desvirtuado a ponto de gerar tantas discórdias e conflitos, como veio a acontecer em 2016.

A explicação é muito simples, ainda que seja composta de muitos fatores negativos. Quando acontece o que está se passando neste ano de 2016, diz-se que as energias negativas desprendidas pelas criaturas são de tal volume e intensidade que inibem as energias positivas que se fazem presentes na natureza.

Ocorre, assim, uma guerra entre padrões energéticos opostos, gerando um desequilíbrio das forças em oposição, de tal ordem que uma anula a outra, e assume o espaço que a outra pertencia. Isto está sendo a realidade mundial, revelando retrocessos democráticos e aberrações nos atos da direita.

A reconstrução ambiental do planeta cedeu espaço para o avanço da degradação das florestas e poluição do ar e das águas. A amorosidade e generosidade estão sendo ridicularizadas, por conta de uma onda de truculência machista e autoritária, que tende a inibir todas as últimas conquistas no campo das igualdades sociais.

Deste modo, as energias boas do ano 9 foram sufocadas pelas más energias exaladas pelas mentes doentes e odiosas das criaturas gananciosas e egoístas que assumiram o poder ou que as ajudaram a tal fim, por cumplicidade, traição ou omissão.

Os golpes da direita se pronunciaram ao longo do ano, até onde menos se esperava, no centro de onde se irradiam todas as ações que controlam as atividades políticas e financeiras no mundo. A eleição de um exacerbado homem de direita, com um discurso machista e arrogante, surpreendeu a nação norte-americana e o restante do mundo.

A direita inglesa rompeu uma liga que se mostrava como a única esperança de união mundial, e votou pela retirada da Grã-Bretanha da União Europeia. A direita brasileira trabalha para enfraquecer a aliança com as nações sul-americanas, em favor de um fortalecimento comprometedor, de submissão e entrega, com o império norte-americano.

Como será o próximo ano, um ano 1, que depende muito do equilíbrio das energias predominantes, para que não ocorram revoluções e guerras? Se estamos saindo de um final de ciclo conturbado, em que o que predominou foram os confrontos de ideias e ideais, como adentraremos o ano 1, cheios de cicatrizes e ódios? Deixo a pergunta no ar, e que só tente responder quem se julgue apto a se justificar.