quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

O esoterismo da Numerologia da Alma






A estrela de 6 pontas é formada por 2 triângulos, um voltado para baixo e outro para cima. O triângulo que está voltado para baixo representa as 3 virtudes de mestre, conquistadas em vidas passadas e que se manifestam nesta vida, para auxiliar a alma no seu processo de evolução.
O triângulo que se volta para cima simboliza a tríade encarnada, como alma,
personalidade e missão, responsável por essa evolução.
A estrela constituída por esses 2 triângulos é a síntese do divino manifestado na matéria, onde se faz presente a criatura humana, representada pelo quadrado, no qual se concentram todas as experiências e desafios a serem vivenciados ao longo da vida.
O Espírito se manifesta através da alma que, a cada encarnação, vem em busca de
evolução. A alma se manifesta através da personalidade, que busca cumprir a missão. A missão é o ideal de evolução manifestado pela alma, e que precisa ser materializado pela personalidade.
O Espírito é o Pai, o Deus Solar, o ZERO que se auto-manifestou no 1.
Ele é o Fogo que gerou a alma, a centelha de vida, pela união mística Pai-Mãe. É dessa união que surge o Filho, a personalidade encarnada, que deverá cumprir a missão, pois só assim se dará a transferência de todas as suas experiências para a alma em evolução. O Divino se manifesta no Humano, para que este atinja a iluminação através do Espírito Santo.
A tríade, voltada para cima, com a sua base assentada no quadrado, é a nave do templo, enquanto o quadrado é a cripta do templo. Na base da nave está a missão e no teto da cripta, o caminho de origem. É dessa união que surgirá o número poderoso, uma energia presente desde o início da vida, e que vai intensificando-se, até atingir o auge do poder no último ciclo, quando se dá o grande salto evolutivo, em direção à vida seguinte.
Ninguém retorna ao Pai, senão através do Filho, que se manifesta pelo Espírito Santo. Nenhuma alma evolui, senão através da personalidade, que se manifesta através da missão.
A missão é a base da tríade divina, em seu processo de ascensão, é o divisor natural entre os registros kármicos, relacionados ao passado, e os resgates kármicos, pro
jetados para o futuro.
O quadrado, a cripta do templo, se prende à matéria e a tudo que se relaciona com a luta da personalidade para evoluir espiritualmente, vencendo os karmas e cumprindo a missão.
O limite entre o quadrado, a cripta, e o triângulo, a nave do templo, é uma linha tênu
e entre o mundo material e o espiritual, onde se concentra o presente, pressionado entre o passado e o futuro.
É no presente, através da missão, que se dá o salto evolutivo, entre o passado e o futuro, quando alma e personalidade terão de comungar dos mesmos ideais para que, juntas, refaçam o caminho de volta ao Pai.
O Cristo, a encarnação do divino na matéria, sempre repetirá as mesmas afirmações : "Eu sou o caminho, a verdade e a vida", e ninguém alcançará o Pai, senão através Dele, o Filho. Ninguém alcançará essa graça, a não ser pela perfeita fusão do Filho com o Espírito Santo, da personalidade com a missão.
Os 7 números planetários limitam a tríade assentada sobre o quadrado, enquanto o 8 e o 9, os números de transição entre a Matéria e o Espírito, entre a Terra e os Céus, entre o Planeta e o Cosmos, estão inseridos no interior das formas, como energias transformadoras.
Os 4 primeiros números, cuja soma dá 10, que reduzido dá 1, simbolizam o retorno ao Pai, no cume do triângulo, com suas faces limitando a tríade, a forma divina, enquanto os números 5, 6, 7 e 8 limitam o quadrado, a forma humana.
O número 5 é o movimento de expansão no Plano Físico-Emocional, responsável pelo crescimento horizontal da alma, no espaço tridimensional. O número 6 é a base do quadrado, a sustentação da humanidade, feita através da família e do amor pessoal. O número 7 é o processo de expansão no Plano Mental-Espiritual, responsável pelo crescimento ver
tical, no espaço quadridimensional, rompendo todas as barreiras da matéria, a caminho do Espírito.
O número 8, dentro do quadrado, é o grande impulsor do crescimento em direção ao ilimitado, daí porque o infinito é simbolizado pelo 8 deitado. Ele é o fator propulsor da evolução no plano físico, mediante o estímulo da ambição e da eterna busca por novas conquistas, até atingir um nível de consciência superior, que irá transmutar a busca de riquezas materiais pela mística jornada em busca de tesouros espirituais. É por esse motivo que o número 8 se manifesta tanto no centro do quadrado como na cúpula da cripta, refletindo a expansão da matéria e o seu reflexo para cima, antes de romper o plano físico e penetrar no mundo espiritual.
O número 9, no interior da tríade, é o definitivoo impulso que conduz a Matéria ao Espírito, a Humanidade à Divindade, refletindo-se acima, não mais como 9, mas como 1, simbolizando a missão cumprida, com a superação de todos os karmas.
Os 4 karmas começam a ser resgatados através do amor e da família, tendo início com o karma 14, num movimento sobre a base do quadrado, onde está o número 6, seguindo em direção ao 8, num movimento de libertação que é representado pelo número 5, postado na lateral direita do quadrado.
Os dois números 8, o original e o seu reflexo, são os responsáveis pelo deslocamento do karma 16, para frente e para o alto, contando com a influência mística e transmutadora do número 7, pela sua influência na lateral esquerda do quadrado.
O karma 13 já se apresenta no interior da tríade, entre os números 4 e 9, numa jornada de transformação, onde vida e morte se confundem na presença da personalidade e da alma.
O karma 19 é o salto definitivo da personalidade em direção à "remissão dos pecados", ao resgate dos karmas, à redenção da alma, numa espécie de Juízo Final.
Os números mestres 11, 22 e 33 são os responsáveis por trazerem o sagrado ao profano, fazendo com que os antigos mestres reencarnem para o reencontro com seus discípulos, facilitando a realização da missão, pelas conquistas espirituais herdadas de outras vidas.
Assim se dá a jornada mística de evolução da alma, segundo os estudos herméticos da Numerologia da Alma, cujos códigos estão contidos no Templo Sagrado da Tradição Secreta, desde os tempos de Pitágoras. Os mistérios serão sempre decifrados por aqueles que tiverem a percepção intuitiva para ler os sinais sagrados, jamais pelo uso da lógica e da razão.
Mistérios devem ser decifrados, mas os segredos, não. Os mistérios, após serem decifrados, deverão ser revelados, mas, os segredos, após serem entendidos, deverão ser guardados e empregados para ajudar a humanidade no seu processo de evolução.
Assim foi escrito, mas nem todos serão capazes de ler e entender os mistérios.


16 comentários:

  1. Muito bom professor Gilberto,tomara que um dia me torne um numerologo como você.

    Gostaria de pedir a numerologia para esse ano e oque esperar dele já que é um ano do número 3 né ( chutei kkk).

    E estou aprendendo mais a cada dia,li tudo do blog do ano de 2007 e a metade de 2008,cada vez aprendo mais,e estou procurando em livros mais sobre Píntagoras.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de perguntar qual o seu número mestre,e qual a sua missão?

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho uma "coisa" com números, sabe?

    Nasci no dia 5 do mês 5 (Maio).
    A soma dos dois últimos algarismos do meu ano de nascimento é 5.

    O meu filho nasceu no dia 14 (1+4=5).

    A minha mãe faleceu no dia 14 (a mesma soma).

    Não é estranho tantos 5 nas minhas datas importantes?


    Grata pela sua visita e votos de melhoras. Quem dera ter tido um cházinho de carqueja para tomar naqueles dias. Será que dá para plantar em vaso, e colocar na janela, do lado de dentro?

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carlos :
    Estou vendo que está mesmo a fim de aprender. Isso é muito bom !
    Este ano de 2010 é realmente um ano 3, que o faz um ótimo tempo para criar obras de arte, para quem tem dons artísticos, é claro !
    Um ano 3 é muito bom para pôr em dia as nossas vocações criativas e a nossa vida social.
    Em ano 3 fala-se muito, inventa-se muito e se realiza muito pouco, pelo tanto que a gente fica inventando coisas, sem tempo de pôr em prática.
    Continue a ler, e a só perguntar após ter uma noção mais segura do que está querendo saber.
    Perseverança no estudo.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  5. Quanto às suas outras perguntas, Carlos, só as faça depois de ter bastante segurança sobre o que realmente deseja saber. Não foi isso que eu pedi na resposta anterior ?
    Continue lendo e pesquisando.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  6. Minha cara, Hazel :
    Grato por ter vindo até aqui agradecer à minha visita de médico, que fiz quando esteve adoentada.
    Visitas rápidas, aqui no Brasil, dizemos ser visitas de médico. Não sei se por aí também.
    Quanto à sua afinidade com o número 5, tem as suas razões ocultas de ser, mas prefiro dá-las em particular, através do seu email, por serem particularidades de foro íntimo, que não devem ficar expostas à visitação pública.
    A respeito da carqueja, a Flora me disse que na terra da mãe dela tinha um lugar chamado Monte das Carquejas. Isso me leva a crer que elas estão presentes nas encostas ou barrancos, tanto no Brasil, como em Portugal. Elas se reproduzem facilmente de forma espontânea, mas a Flora ainda não conseguiu reproduzi-las "em cativeiro".
    Até a próxima, e aguarde meus comentários por email.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  7. Sim mestre, e continuo a aprender =)

    E uma boa semana para todos do Alma mater!

    E não esqueço mais é Pítagora !!

    ResponderExcluir
  8. Sim isto o senhor está certo!
    A humildade é um grande instrumento dos mestre.

    Ser humilde é importante sim mais tambem ser perfeccionista também né?
    Rsrsrs

    Pode deixar mestre, e como você diz!

    "Volte a ler"

    Obrigado mestre,
    Carlos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carlos :
    Olha a atenção !
    Os aprendizes têm de estar com os olhos bem abertos e não se distrairem nunca.
    Eu escrevi Pitágoras, com s no final.
    O seu nome é Carlos, e não Carlo, não é mesmo ?

    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  10. Ah, Carlos, ainda faltou um comentário sobre o perfeccionismo!
    O perfeccionismo é muito bom, quando é voltado para si mesmo. Se for usado para críticas e censuras, na tentativa de corrigir os outros ou de fazê-los agir dentro dos seus padrões,o perfeccionismo passa a ser condenável.
    A humildade é uma demonstração do verdadeiro perfeccionismo, em que os mais sábios não jogam na cara dos ignorantes a sua superioridade intelectual ou os seus maiores conhecimentos.
    "Volte a ler, volte a ler"
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  11. é Pítagoras só errei por causa do teclado mestre.

    Desta vez foi sem querer. =)

    Sim, a perfeição e a humildade andam juntos dos mais sábios. Pode deixar que isso não esqueço.

    Mestre, agora mesmo já entendo cada número de cor! A alma 1 é o arquetipo do Lider e o 2 por outro lado o que se identifica como o seguidor, o 7 é a solidão e a perfeição , enquanto o 3 é a criatividade e fantasia, o 9 é a bondade. Está vendo, estou aprendendo já muitas coisas sobre os números, e tudo de cor!

    Estudei sobre os 3 "mundos", os portais que dizem existir no triangulo das bermudas e que nós homens vivemos no primeiro, mais está parte ainda está confuso para mim, e como o senhor diz .
    "Vá ler, vá estudar"

    Grato Carlos

    ResponderExcluir
  12. Muito bem, Carlos !
    Percebo os primeiros progressos no aprendiz. Parece que estás lendo e estudando com dedicação.
    Continue assim !
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  13. Pois é, Carlos !
    Pitágoras, sim Pitágoras, assim com está escrito corretamente.
    Continue atento.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  14. "Ninguém alcançará essa graça, a não ser pela perfeita fusão do Filho com o Espírito Santo, da personalidade com a missão.O número 9, no interior da tríade, é o definitivoo impulso que conduz a Matéria ao Espírito, a Humanidade à Divindade, refletindo-se acima, não mais como 9, mas como 1, simbolizando a missão cumprida, com a superação de todos os karmas." - Mestre em quanto os de missão "9" queria que vc exemplificasse mais , tenho missão 9 e expressão 7 e alma 2 , mas ainda não sei o que fazer direito com esses números.

    ResponderExcluir
  15. Calma, Fabrício!
    Um dia tudo ficará claro.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir